Parabéns, Crux Sacra!

O Ministério de Música nasceu, em 25/01/1990, na Paróquia São Roque, com as bênçãos do então pároco, Padre José Chapron Ribeiro.

O real começo das atividades foi de forma “fraca”, mas, foi assumindo certa importância dentro da Paróquia, pois naquela década, ainda não se tinham ministérios de músicas fixos na comunidade, e este viria a ser o primeiro, e simples, tendo naquela primeira formação, Fabio (violão e voz), Gislaine (Gisa – voz), Solange (voz).

Antes, porém, havia apenas o Almir (violão e voz) e a Gislaine (voz) nas missas de domingos às 10h, e, nas celebrações das 19h, o Sr. Alexandre (órgão) que ajudava, as demais não contavam com pessoas que se prontificassem a ajudar na animação.

Em 1990, foi quando o Almir resolveu voltar para sua terra natal, e eu, Fabio, encabecei, na ocasião, “temporariamente”, a convite do Padre Chapron, que sabia que eu “arranhava” algumas notas de violão, pois na época estava fazendo aulas, a animação litúrgica das missas de domingos às 10h da manhã, com aquele medo peculiar de criança que começa algo novo, e, como às 8h não tinha ninguém que tocasse, eu acabava por ir mais cedo, e animava a liturgia das duas celebrações, contudo, só tocava violão e cantava, mas, tudo “eu sozinho” na primeira do dia – e já, as 10h, na missa seguinte, consegui essa primeira formação do Ministério, que na época era chamada de equipe de canto (eu relutei para aceitar o termo “Ministério de Música”), pois a Solange e a Gislaine só vinham para este horário.

Após alguns meses, como eu ministrava encontros de sábado a tarde de catequese, e a missa era às 19h, eu ia para a igreja e acabava por animar as missas de sábado também, a pedido primeiramente, naquela época, dos meus catequizandos, no começo, eu sozinho, depois, convidei as meninas, e a Gisa aceitou o convite, passando a me ajudar aos sábados às 19h e aos domingos às 10h.

Nascia, oficialmente ali, o que hoje se conhece como “Ministério de Música” – na ocasião, sem nome oficial – embora eu ainda quisesse chamar de equipe de canto.

Tempos depois, estimulei alguns colegas meus, jovens que atuavam na Paróquia, e colegas de Crisma, e eles criaram outro Ministério de Música, já extinto na atualidade, que tomou a frente para animar as missas de domingo 10h, pois, para mim, estava pesando já, eu quis abraçar muitas funções, e não estava fazendo o que era de direito.

Então, fiquei, com o “mini” Ministério de Música aos sábados pelas 19h e aos domingos as 8h. E, desde então, assumi, por definitivo as funções e responsabilidades inerentes a ele que hoje encabeço.

Alguns anos mais tarde, chegou um catequista, que quis ajudar nas celebrações de Sábado, tocando violão, começou a me ajudar, claro que, neste meio tempo, muita gente boa passou, e ajudou mas seguiu o caminho, eu restei – para conhecer a história breve dos membros que fizeram história neste Ministério, basta clicar no link Integrantes, ou nos Ex-Integrantes – e, este catequista, o Wanderley, foi ficando, e eu deixando mais para ele as preocupações de Sábado, estava nascendo ali, mais um Ministério de Música e, eu passei a me dedicar mais, quase que de forma exclusiva à animação das missas de Domingo, que era as 8h30m e que depois veio a ser 8h.

Vale ainda dizer, que desde 1990, quando iniciei, até o último instante em que ficamos na Paróquia São Roque do Imirim, sempre, bimestralmente, aos domingos 15h, também faziamos a animação das missas dos enfermos, sempre a convite da Dona Vicentina (que Deus a tenha em bom lugar) e, que para sempre vou agradecer.

E, assim, com o tempo, terminei ficando com o Ministério de Música, apenas aos domingos as 8h, (aí passei a tocar teclado e cantar SOZINHO, naquela ocasião, pois a Gisa não conseguia chegar tão cedo aos domingos e a Solange só conseguia estar as 10h), que teve alguns nomes, não oficiais, lá na Paróquia São Roque, local em que, após 18 anos de vida paroquial, alçamos novos vôos pela graça e força do Espírito Santo, e fomos recebidos em fins de Outubro de 2008, como diria aquela música, “vim fazer meu ninho, em tua casa e repousar!”, na Paróquia Santíssima Trindade, local este que nos acolheu com imenso carinho e amor, através do, então pároco, Padre Victor Santana Milagres Fernandes, que gostaria em nome de TODO o Ministério de Música, de agradecer, e dizer, MUITO OBRIGADO!

Já na comunidade, ganhamos duas novas forças na expansão de nossa voz, a Rosânia e a Priscila (pedras fundamentais que somaram para que houvesse sempre aquela “voz que grita no deserto”), e ainda, do coração da Priscila, veio nosso nome oficial, “Crux Sacra”, inspirado na oração de São Bento, que orávamos sempre antes do início de cada celebração, e na qual nos guiamos sempre para nossas vidas.

Em meados de Julho de 2010, ganhamos novos reforços, em especial o Daniel, que era membro atuante da Paróquia Santíssima Trindade, e vocacionado ao chamado ministerial para o sacerdócio, e, que nos ajudou animando a liturgia com seu violão, hoje, ex-seminarista da Arquidiocese de São Paulo.

Em 2016, fomos ajudar na Paróquia Nossa Senhora das Dores, em São Paulo, onde ficamos por 5 anos, e agradecemos a comunidade por ter nos abraçado e acolhido!

Desde o segundo domingo do tempo comum, de 2022, passamos a animar as celebrações dominicais (7:30h) na paróquia Nossa Senhora Consolata – Jardim São Bento – São Paulo – com o Padre Moisés, que nos abraçou e acolheu com toda a alegria e respeito!

E, seguimos nosso propósito, onde houver uma Paroquia que precise de auxílio para bem celebrar Jesus, o Cristo, lá estaremos nós, buscando sempre louvar e bendizer e ajudar o povo de Deus a cantar o amor e a alegria!

Em nome do Ministério que encabeço e coordeno, há 32 anos, gostaria de agradecer, novamente e sempre, em Deus, a acolhida que tivemos por toda a comunidade ao longo do tempo, e assumir, sempre, o compromisso de levar Jesus a todos os nossos irmãos, na música e na vida de oração.

Contem conosco sempre, e hoje, nesta atual formação (Eu, Fabio – teclado e voz; Sidnei – contra-baixo e voz; João – Acordeon; Sérgia – voz; Terezinha – percussão e voz;

E vale acrescer que, no Domingo da Ressurreição de 2012, atendemos ao chamado de Jesus em nossas vidas, e regressamos, também, à comunidade que nos deu vida, e passamos novamente, a animar as missas das 8h da manhã na Paróquia São Roque, onde ficamos por 4 anos, novamente. E, por isso, agradecemos, naquela oportunidade, com muita alegria, e na alegria de Jesus Ressuscitado, ao padre Antonio, então pároco, da Paróquia São Roque, pedindo todas as graças e bênçãos do céu em sua vida.

Obrigado a todos! Deus os abençoe por, até então, esses 32 anos de existência!

Que possamos plantar sementes para que, esta plantinha que nasceu há 32 anos, siga e cresça e dê frutos, sempre! Em prol de Jesus, o Cristo!

Parabéns, Crux Sacra, e parabéns aos que estão comigo nesta jornada e aos que farão parte, pois nascemos para sermos e produzirmos frutos vivos e eficazes à Jesus, que é o Senhor de tudo!

Obrigado a todos, sempre 🙂

http://www.cruxsacra.net e https://cruxsacra.blog

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: